HAARP: Onda de frio siberiano toma conta da Europa

Share:
Compartilhe Essa Matéria


Ao menos quatro pessoas morreram vítimas da onda de frio siberiano que atinge a Europa, perturba os sistemas de transporte de vários países e obriga muitas cidades a fecharem as escolas.
A "Besta do Leste", como é chamada pela imprensa inglesa, deixou Roma coberta de neve. É a primeira nevada na capital italiana em seis anos, alimentada por ventos gélidos provenientes da Rússia, que fará as temperaturas caírem para níveis incomuns em várias partes da Europa.
Em Roma, que viveu sua primeira nevada desde fevereiro de 2012, com até quatro centímetros de neve nas ruas, a prefeitura fechou as escolas e a companhia ferroviária abriu várias estações para abrigar os sem teto.
Na capital italiana - similar aos prognósticos em Paris - foi registrada uma temperatura de zero graus Celsius na segunda-feira de manhã, e até quarta-feira haverá baixas de até -6.
Em Turin, no norte da Itália, una forte nevada obrigou a adiar no domingo um jogo entre Juventus e Atalanta.
Duas pessoas morreram de frio na Polônia desde sábado, elevando para 48 o balanço de mortos por temperaturas extremas, segundo o centro nacional de segurança.
Na noite de domingo, os termômetros marcaram -26,2 graus centígrados na cidade de Goldap, ao norte da Polônia, onde nesta segunda-feira estão previstas mínimas de -11 no leste do país.
- Medo pelos sem teto -
Na França, onde as temperaturas cairão a -10 graus Celsius e a sensação térmica será de -18º C nos próximos dias, foram abertos abrigos de emergência para as pessoas sem teto.
Um homem na rua na cidade de Valence, no sudeste da França, foi encontrado morto no domingo, depois de que na sexta-feira foi registrada a morte de outro homem em um subúrbio de Paris. As autoridades acreditam que se trata de mortes ligadas ao frio.
O serviço de meteorologia britânico, o Met, advertiu no domingo que "esta semana parece que será a mais fria no Reino Unido em vários anos". Nesta segunda-feira está em vigor um alerta amarelo anunciando possíveis problemas de transporte por nevadas que se intensificarão na terça-feira e quarta-feira.
Em Berlim, onde se estima que ao menos 3.000 pessoas vivem nas ruas, os abrigos tiveram uma ocupação de 95% na noite de domingo a segunda-feira, e as autoridades temem se ver saturadas nas próximas noites, com previsões de até -20 graus, informou a rádio pública RBB.
Nem a Rússia se salva desta onda extraordinária de frio extremo. Seu serviço meteorológico advertiu de temperaturas "anormalmente frias" de entre -14º C durante o dia e -24º C durante a noite.
Na Suécia, onde a onda de frio coincidiu com as férias escolares de inverno, muitos estavam felizes com a abundância de neve, com temperaturas que oscilam entre -5º C em Estocolmo e -20º C nas montanhas perto de Östersund, onde muitos suecos estão passando suas férias de esqui, como são chamadas em vários países da Europa.
Em Viena foram organizados cursos especiais de esqui nos parques de Viena, já que as temperaturas caíram para menos de -20º C em toda a Áustria.
O rio Danúbio tinha congelado em alguns lugares, mas as autoridades de Viena pediram aos cidadãos que não patinassem no local porque "há uma grande probabilidade de que o gelo quebre".


Via: Em

Receba Nosso Conteúdo Exclusivo


Notícias Urgentes, Mensagens de Dobson Lobo e etc Uniaodoslivres