Publicidade

Últimas Notícias
recent

EUA estão "totalmente preparados" para opção militar "devastadora" na Coreia do Norte, diz Trump

Compartilhe Essa Matéria


O presidente norte-americano, Donald Trump, disse nesta terça-feira (26) que os Estados Unidos estão preparados para uma opção militar para lidar com a crise nuclear da Coreia do Norte, mas advertiu que teria consequências terríveis para o país comunista.
"Estamos totalmente preparados para a segunda opção, não uma opção preferida", disse Trump em entrevista na Casa Branca. "Mas se fizermos essa opção, será devastador, posso dizer isso, devastador para a Coreia do Norte. Isso é chamado de opção militar. Se tivermos que fazer isso, nós faremos".
Trump ainda responsabilizou governos anteriores ao seu -inclusive republicanos-- por ter herdado a crise norte-coreana. "A Coreia do Norte é uma situação que deveria ter sido resolvida há 25 anos, há 20 anos, há 15 anos, há 10 anos e há 15 anos. A situação toda poderia ter sido resolvida de forma mais fácil", disse. "Tivemos várias administrações, vários administradores, que deixaram para mim uma bagunça. Mas eu arrumarei a bagunça", disse.
Declarações beligerantes de Trump e do líder norte-coreano, Kim Jong Un, nas últimas semanas despertaram temores de que um erro de cálculo provoque ações com ramificações incalculáveis, especialmente depois que o regime realizou seu sexto e maior teste nuclear no dia 3 de setembro.
Apesar da escalada nas tensões, os EUA não detectaram nenhuma mudança na postura militar da Coreia do Norte que reflita uma ameaça crescente, disse a principal autoridade militar norte-americana nesta terça-feira.
Na segunda-feira o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, acusou Trump de declarar guerra a seu país e alertou que abaterá aviões de guerra dos EUA próximos da Península Coreana depois que bombardeiros norte-americanos voaram perto da região no final de semana.
A Coreia do Norte vem trabalhando para desenvolver mísseis equipados com ogivas nucleares e capazes de atingir o território continental norte-americano, algo que Trump disse que jamais permitirá. Dunford disse que Pyongyang terá um míssil balístico intercontinental nuclear "em breve".
"Posicionamos claramente nossas forças para responderem no caso de uma provocação ou um conflito", disse o general, acrescentando que Washington adotou "todas as medidas para proteger nossos aliados", incluindo a Coreia do Sul e o Japão.

Novas sanções

Em sua ofensiva contra o programa nuclear da Coreia do Norte, os Estados Unidos impuseram sanções contra 26 indivíduos bem como nove bancos, incluindo alguns com vínculos com a China, de acordo com o gabinete do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos para sanções de controle de ativos estrangeiros.
Em uma lista no site do gabinete postada na terça-feira, as sanções dos EUA destinam-se a indivíduos na Coreia do Norte e também alguns cidadãos da Coreia do Norte na China, Rússia, Líbia e Dubai.
Via: Uol


Receba Nosso Conteúdo Exclusivo


Notícias Urgentes, Mensagens de Dobson Lobo e etc Uniaodoslivres


Tecnologia do Blogger.