Publicidade

Últimas Notícias
recent

Professor de estudos islâmicos afirma: “O Islã permite o estupro de mulheres não muçulmanas”

Compartilhe Essa Matéria


Após os ataques em Barcelona e Cambrils ouvimos repetidamente que o Islã “é uma religião de paz” que em nenhum momento é uma religião que promove o ódio, terror e ataca aqueles que não compartilham as ideias islâmicas.
Bem, todas estas declarações, alegações e defesas em favor do Islã, são removidos com as declarações do professor de estudos islâmicos Suad Saleh, na Universidade Al-Azhar do Cairo, no Egito.
Este professor, não hesitou em denunciar que o Islã permite a violação de mulheres não-muçulmanas, consideradas “inimigas do Islã”.
“Em guerra os prisioneiros são de propriedade de quem os cativou. As mulheres pode e devem ser de propriedade de um senhor da guerra ou um muçulmano que quiser apreciá-las como suas escravas sexuais , “ disse al-Hayat TV channel, um canal egípcio público.

Não é a primeira vez que um muçulmano surpreende o resto do planeta com suas reivindicações.

O Ímã Dinamarca, Oussama El-Saadi argumentou a pouco tempo atrás que os homens muçulmanos podem e devem se casar com meninas: “Se você olhar para o que acontece nos campos de refugiados, envolto em violências cada vez mais frequentes e forma incerteza, que é melhor para uma garota para encontrar um homem para formar uma família e ter uma maior estabilidade e segurança “.

Via: expressodiario

Receba Nosso Conteúdo Exclusivo


Notícias Urgentes, Mensagens de Dobson Lobo e etc Uniaodoslivres


Tecnologia do Blogger.