Publicidade

Últimas Notícias
recent

ATIVISMO: GEORGE SOROS financia Feminismo no Brasil

ONU Mulheres apoia seleção de iniciativas para fortalecer feminismo no Brasil




Até 25 de agosto, organizações de mulheres de todo o Brasil podem se candidatar a apoio institucional e financeiro pelo edital ‘Building Movements – Feminismos Contemporâneos’, uma iniciativa da ONU Mulheres em parceria com o British Council, a Open Society Foundations e o Fundo ELAS. Seleção busca projetos voltados para a formação política e para ações feministas coletivas.

Até 25 de agosto, organizações de mulheres de todo o Brasil podem se candidatar a apoio institucional e financeiro pelo edital Building Movements – Feminismos Contemporâneos, uma iniciativa da ONU Mulheres em parceria com o British Council, a Open Society Foundations e o Fundo ELAS. Seleção busca projetos voltados para a formação política e para ações feministas coletivas.
A proposta é escolher e fortalecer entidades brasileiras que promovam diálogos entre gerações, entre movimentos sociais, entre países da América Latina e também com o Reino Unido.
Poderão concorrer ao edital grupos formais e informais de mulheres e também redes de ativistas ou de organizações de mulheres. Todos os participantes da seleção devem se dedicar democraticamente à promoção e à defesa dos direitos das mulheres e/ou aos direitos humanos. Instituições devem ter experiência de pelo menos um ano de atuação.
Os organismo selecionados receberão apoio financeiro e capacitação, além de terem suas atividades acompanhadas por especialistas. Acesse o edital e o formulário de inscrição em http://fundosocialelas.org/feminismoscontemporaneos/.

Construindo movimentos

A iniciativa Building Movements – Feminismos Contemporâneos é fruto de uma aliança inédita dos organismos parceiros, que decidiram se unir para promover a democracia e os direitos humanos no Brasil. A primeira atividade da cooperação foi o “Diálogo Mulheres em Movimento: Direitos e Novos Rumos”, encontro de mulheres de todo o país e também de outras nações latino-americanas para traçar estratégias conjuntas na agenda feminista.
O evento reuniu organizações de mulheres negras, indígenas, LGBT, jovens, trabalhadoras domésticas, estudantes, secundaristas, blogueiras, articuladoras nas mídias sociais, lideranças comunitárias, especialistas, artistas, convidados das áreas de comunicação e também ativistas que foram às ruas na Primavera Feminista. Os debates estão disponíveis em https://goo.gl/R6GQNN.

O edital foi lançado a partir das observações feitas pelas ativistas durante o evento. Os debates estão disponíveis em https://goo.gl/R6GQNN.
Via: nacoesunidas

Receba Nosso Conteúdo Exclusivo


Notícias Urgentes, Mensagens de Dobson Lobo e etc Uniaodoslivres

***DEIXE SEU COMENTÁRIO ***
Tecnologia do Blogger.