Publicidade

Últimas Notícias
recent

URGENTE - Russia à Caminho da Guerra na Coréia do Norte [VÍDEO]


Por DobsonLobo

Um vídeo que está circulando na internte mostra uma mobilização militar em massa em Vladivostok - cidade que fica cerca de 17 km da fronteira com a Coréia do Norte.

Especialistas afirmam que com esta movimentação de deslocar tropas e equipamentos o presidente russo, Vladimir Putin, está reforçando sua fronteira com a Coréia do Norte.

O movimento ocorre quando a marinha dos EAU se prepara para ir à Península Coreana.

O Vídeo também mostrar um trem carregado com equipamentos militares em movimento para a fronteira.

Existe ainda Outros relatos que sugerem que houve movimentos militares também nas estradas de vladivostok.

O que se sabe sobre a movimentação militar é que Houve por parte do governo Russo uma preocupação de que, se um conflito estourasse, a Rússia enfrentaria um êxodo humanitário vindo da Coréia do Norte .

Mas Putin também foi advertido de que, no caso de um ataque dos EUA contra as instalações nucleares de Kim Jong-un , a contaminação poderia chegar rapidamente à Rússia.

Moradores locais relataram que "comboios ferroviários carregados com equipamentos militares se deslocavam para a região de Primorsky através de Khabarovsk no Extremo Oriente da Russia.

"O movimento de equipamentos militares por diferentes meios de transporte para áreas do sul foi observado em toda a região de Primorsky na semana passada", relatou o veterano militar Stanislva Sinitsyn.


O porta-voz militar russo, Alexander Gordeyev, recusou-se a dar as razões exatas para os movimentos de tropas e equipamentos, mas disse que exercícios terminaram recentemente na região de TransBaikal na Sibéria.

Mas várias fontes locais parecem acreditar que os movimentos estão ligados à crise coreana.

O porto naval de Vladivostok - onde a Rússia tem forças militares enormes - está a menos de 160km da Coréia do Norte

Especialista no Estado repressivo, Konstantin Asmolov, disse: "Se os EUA atacarem com mísseis as instalações nucleares da Coréia do Norte, uma nuvem radioativa chegará a Vladivostok dentro de duas horas".

Asmolov, do Instituto do Extremo Oriente da Rússia, alertou que, no caso de uma guerra em grande escala, "os requerentes de asilo e famintos inundarão a Rússia".

A Rússia, na quarta-feira, bloqueou a condenação pelo Conselho de Segurança da ONU do último teste de mísseis de Pyongyang - embora a China, que tem uma grande fronteira com a Coréia do Norte, apoiou a declaração fortemente formulada pelos Estados Unidos.

A declaração proposta teria exigido que a Coréia do Norte "não realizasse novos testes nucleares" e suspenda os lançamentos de mísseis.

Porém Pyongyang realizou um teste fracassado no domingo.

A Rússia queria incluir a linguagem contida em uma declaração anterior enfatizando a necessidade de alcançar uma solução através do diálogo, de acordo com diplomatas do conselho.

O vice-ministro das Relações Exteriores de Moscou, Sergei Ryabkov, disse: "Infelizmente, temos que admitir que o risco de um conflito sério na região aumentou substancialmente".

Ele pediu uma "demonstração de responsabilidade" de todos os lados para evitar a escalada.

ASSISTA O VÍDEO:


Receba Nosso Conteúdo Exclusivo


Notícias Urgentes, Mensagens de Dobson Lobo e etc Uniaodoslivres

***DEIXE SEU COMENTÁRIO ***


 DOE AGORA

Tecnologia do Blogger.