Publicidade

Últimas Notícias
recent

ALGO PERIGOSO PODE ACONTECER: Saúde debate com empresas dos EUA meios de combater vírus da zika

Esse foi o primeiro encontro da força-tarefa após estado anunciar parceria.
Objetivo é atrair investimentos para melhorar atendimento nos hospitais


Dois meses após oficializar uma parceria com o Consulado dos Estados Unidos no Recife para combater o vírus da zika no estado, o governo de Pernambuco teve o primeiro encontro com representantes de seis empresas norte-americanas. O objetivo é garantir investimentos para melhorar o atendimento nas unidades de saúde, especialmente na área de tecnologia da informação. O conjunto de instituições privadas está sendo chamado de ‘Força-Tarefa de Tecnologia em Saúde contra a Zika’.
O evento, realizado no Centro de Convenções, em Olinda, contou com a presença do cônsul geral dos EUA na capital pernambucana, Richard Reiter, e do secretário estadual de Saúde, Iran Costa. Segundo a assessoria de comunicação do Consulado, durante o evento, a parceria foi firmada em quatro eixos principais: educação, ponto de atendimento, gerenciamento de dados e interoperabilidade e análise de previsão de dados.
A secretária-executiva de Vigilância em Saúde, Luciana Albuquerque, informou que essa primeira reunião serviu para trocar informações sobre a atual situação do surto no estado e a tecnologia que cada empresa tem para oferecer. “Eles estão dando sugestões. Tem uma proposta de exames laboratoriais para o diagnóstico, que estão sendo avaliados, e tem quites de tecnologia da informação no sentido de otimizar nosso sistema de dados”, contou.
Ainda de acordo com o consulado, a próxima conversa deve acontecer no dia 30 de setembro para que os quatro grupos de empresas possam apresentar avanços nos planos de trabalho e conclusões sobre o projeto. Tudo o que for discutido na nova reunião deverá ser submetido ao governador Paulo Câmara, que definirá a implantação dos investimentos no estado.

A parceria em Pernambuco faz parte de uma ação da Embaixada dos Estados Unidos, que tem convocado as companhias americanas especializadas na área de saúde a ajudar na descoberta de novos tratamentos e formas de prevenção da doença. Em março, o secretário Iran Costa foi aos EUA, onde participou de discussões com representantes de universidades, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

O coordenador da Força-Tarefa, o cônsul comercial dos EUA em São Paulo, Everett Wakai, afirmou que a ação vai trazer soluções inovadoras para a gestão da saúde em Pernambuco. "Os Estados Unidos têm alavancado o uso de TI e dados para enfrentar grandes emergências de saúde pública", defendeu.

Via: G1
Receba Nosso Conteúdo Exclusivo


Notícias Urgentes, Mensagens de Dobson Lobo e etc Uniaodoslivres

***DEIXE SEU COMENTÁRIO ***

Tecnologia do Blogger.