EPIDEMIA: Mortes por surto de vírus MERS na Arábia Saudita assusta oriente médio

Share:
Mortes por Síndrome Respiratória Oriente Médio subiram na rábia Saudita. Autoridades de saúde dizem que estão preocupados em que o país se prepara para sediar milhões de pessoas para a peregrinação anual hajj.

Autoridades sauditas registrou 19 mortes em uma semana a partir da coronovirus Síndrome Respiratória Oriente Médio (MERS).
Um total de 502 pessoas morreram no reino desde que o vírus apareceu pela primeira vez em 2012.
O número de infecções MERS também subiu para 1.171 casos, de acordo com o site do Ministério da Saúde da Arábia Saudita.
Um surto de infecções obrigou as autoridades de saúde para fechar a sala de emergência em um hospital principal em Riade, na semana passada depois de pelo menos 46 pessoas, incluindo pessoal médico, contratado MERS.
Com a Arábia Saudita se preparando para sediar mais de dois milhões de muçulmanos de todo o mundo no próximo mês para o hajj anual para locais mais sagrados do Islã em Meca e Medina, as autoridades de saúde estão preocupados com a segurança dos peregrinos. A Arábia Saudita é o país mais atingido pelo coronavírus.
MERS é considerado um parente da Síndrome Respiratória Aguda (SARS) vírus grave que apareceu na Ásia em 2003 e matou centenas de pessoas, a maioria na China, mas menos mortal infecciosa.
Os sintomas podem incluir febre, tosse, problemas respiratórios, pneumonia e insuficiência renal.
Via: dw / trunews
PARTICIPAÇÃO
Os leitores podem colaborar com o conteúdo do UL enviando notícias, fotos e vídeos
(de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, Envie sua Notícia para uniaodoslivres@hotmail.com
***DEIXE SEU COMENTÁRIO ***

Receba Nosso Conteúdo Exclusivo


Notícias Urgentes, Mensagens de Dobson Lobo e etc Uniaodoslivres