HAARP? - Moradores registram formação de tempestade supercélula no Paraná

Share:
Por favor, considere apoiar a notícia alternativa. Faça Uma Doação!

Fenômeno é formado por rajadas de ventos acima de 55 km/h, diz instituto.
Rotação circular do ar dentro da nuvem dá formato de funil





Uma tempestade, classificada como 'supercélula' pelo Instituto de Meteorologia Simepar, foi registrada por moradores da região noroeste do Paraná por volta das 17h40, de sexta-feira (11).

Segundo o meteorologista Reinaldo Kneib, a tempestade intensa está associada a rajadas de vento fortes que ultrapassam os 55 km/h e queda de granizo.  Ainda de acordo com Kneib, o formato circular da nuvem é provocado pela rotação circular do ar dentro da nuvem.

O morador da cidade de Terra Rica Carlos Alexandre Antonio chegava em casa quando registrou em vídeo a formação da nuvem. Segundo ele, o fenômeno passou em uma área rural que fica ao lado do conjunto residencial onde mora. "A nuvem foi andando e seguiu para Paranavaí. Ainda bem que essa tempestade não trouxe nenhum prejuízo a minha cidade", afirma o morador.

Já Deise de Alencar Fonseca estava em casa, na fazenda Três Meninas, em Paranavaí, quando fotografou a tempestade. “Ventou muito e, assim que essa nuvem passou, parecia que não ia chover. Mas, duas horas depois, choveu granizo. Estragou a horta, uma plantação de mamão e telhado de casa”, diz.
O meteorologista do Simepar ainda detalha que acima dos silos é possível ver uma nuvem funil ou rajadas de ventos fortes. “Algumas vezes, esse tipo de tempestade pode gerar um tornado também. Porém, só com confirmação visual é possível garantir que houve essa formação”, detalha  Reinaldo Kneib
Chuva na região
A chuva que atingiu a região norte e noroeste do Paraná na tarde de sexta-feira causou transtornos a pelo menos 960 pessoas, em 11 municípios do estado. Janiópolis, no centro-oeste, teve ao menos 200 casas danificadas, e de acordo com a Defesa Civil é o município mais afetado do estado.

Em Rondon, no noroeste paranaense, houve dezenas de destelhamentos e, até o começo desta manhã, não havia luz. Em Nova Londrina, foram 160 afetados, e Araruna, 100 pessoas também sofreram com o granizo.

Via: G1
PARTICIPAÇÃO
Os leitores podem colaborar com o conteúdo do UL enviando notícias, fotos e vídeos
(de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, Envie sua Notícia para uniaodoslivres@hotmail.com
***DEIXE SEU COMENTÁRIO ***

Receba Nosso Conteúdo Exclusivo


Notícias Urgentes, Mensagens de Dobson Lobo e etc Uniaodoslivres