ACORDADOS: Vacina contra a paralisia infantil não atinge meta

Share:

Quem perder o prazo da campanha deve procurar o posto de vacinação mais próximo (Foto: Marina Fontenele/G1)


A medida é necessária conforme orientação do Ministério da Saúde que pede que as metas mínimas sejam atingidas, o que não aconteceu principalmente contra a paralisia infantil, erradicada no Brasil desde 1990. Depois de 14 anos sem registro da doença, houve casos de sarampo noCeará e em Pernambuco recentemente.
Na capital sergipana, mais de 23,7 mil crianças receberam a vacina contra a paralisia infantil (o correspondente a 62.04% da meta). Já contra o sarampo, a meta foi atingida contemplando mais de 95% das crianças da capital.
Devem ser vacinadas contra a pólio, crianças com idade entre seis meses e menos de cinco anos. Contra o sarampo, devem ser imunizadas crianças com seis meses até cinco anos incompletos.
“São doenças que estão sob controle, porém todo cuidado é pouco. Os pais ou responsáveis devem levar as carteiras de vacinação das crianças. Vacinar é um ato de amor”, destaca a diretora de Vigilância em Saúde, Tereza Cristina Maynard.
PARTICIPAÇÃO
Os leitores podem colaborar com o conteúdo do UL enviando notícias, fotos e vídeos
(de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, Envie sua Notícia para uniaodoslivres@hotmail.com
***DEIXE SEU COMENTÁRIO ***

Receba Nosso Conteúdo Exclusivo


Notícias Urgentes, Mensagens de Dobson Lobo e etc Uniaodoslivres
Via: G1

Nenhum comentário