CHEGOU: UPA em Cascavel, no Paraná, é interditada após suspeita de ebola

Share:
O Ministério da Saúde confirmou ao Correio que "há suspeita do vírus no país"


Uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Cascavel, no Paraná, foi interditada na noite desta quinta-feira (9/10) após um homem ser internado com suspeita de ebola. O Ministério da Saúde enviou equipe para a cidade, por meio da Força Aérea Brasileira (FAB), onde coordenarão in loco as medidas de atendimento e a identificação de possíveis contatos para orientação e controle. 

De acordo com o Ministério da Saúde, trata-se de um homem, de 47 anos, vindo da Guiné (escala em Marrocos), país de origem, que chegou ao Brasil, no dia 19 de setembro. Ele relatou que sentiu febre durante três dias até decidir procurar atendimento. Ainda de acordo com o ministério, até o início da noite, o paciente não apresentava hemorragia, vômitos ou quaisquer outros sintomas.

Leia mais notícias em Brasil


O paciente será transferido, conforme protocolo de segurança, para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro, referência nacional para casos de ebola. A transferência será feita por meio de aeronave da Polícia Rodoviária Federal.

O MS informou que, por estar no vigésimo primeiro dia, limite máximo para o período de incubação da doença, foi considerado caso suspeito, seguindo os protocolos internacionais para a enfermidade. “Guiné é um dos três países que concentram o surto da doença na África. O ebola só é transmitido através do contato com o sangue, tecidos ou fluidos corporais de indivíduos doentes, ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados. O vírus somente é transmitido quando surgem os sintomas”, esclareceu em nota oficial.
PARTICIPAÇÃO
Os leitores podem colaborar com o conteúdo do UL enviando notícias, fotos e vídeos
(de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, Envie sua Notícia para uniaodoslivres@hotmail.com
***DEIXE SEU COMENTÁRIO ***

Via: Correio Braziliense

Nenhum comentário