FANATISMO: Homem decapita ex-colega de trabalho por rejeitar ISLÃ em Oklahoma

Share:

Alton Nolen, de 30 anos, ainda esfaqueou outra mulher e só parou após ser baleado pelo gerente da empresa de onde havia acabado de ser demitido

O suspeito Alton Nolen
O suspeito Alton Nolen (Reuters/VEJA)
Um homem que tinha acabado de ser demitido de uma empresa do ramo de alimentação decapitou uma ex-colega e deixou outra ferida antes de ser baleado pelo chefe de operações da companhia. O crime chocante aconteceu ontem na cidade de Moore, no Estado americano de Oklahoma. Alton Nolen, de 30 anos, foi hospitalizado e a polícia aguarda sua recuperação para levá-lo para a cadeia.
A polícia local afirmou que alguns ex-colegas disseram que recentemente Nolen havia tentado convertê-los ao Islã. Apesar disso, o sargento da polícia Jeremy Lewis disse que o ataque parece ter sido realizado de forma aleatória. "Ele não parecia ter mirado em alguém ou ido especificamente atrás de alguma pessoa. Aparentemente as vítimas só estavam no caminho quando ele chegou". De qualquer forma, a polícia pediu assistência ao FBI para levantar informações sobre o passado do criminoso.
Segundo a polícia, depois da demissão, o homem foi até o estacionamento e levou seu veículo até a porta dianteira da empresa, onde bateu em outro carro. Ao entrar no prédio, encontrou sua primeira vítima, Colleen Hufford, de 54 anos. Usando a mesma faca, partiu para a segunda vítima, Traci Johnson, de 43 anos, que sobreviveu ao ataque com a intervenção do gerente Mark Vaughn, que também é policial na reserva, e disparou duas vezes contra o assassino.
"Ele [Vaughan] é obviamente um herói. É trágico que alguém tenha perdido a vida, mas poderia ter sido pior. Esse cara definitivamente não ia parar. Ele só parou quando foi baleado", disse o sargento Lewis, em declaração reproduzida pela rede americana CNN. A polícia afirmou ainda que o ataque não tem ligação com atos de terrorismo.
“Estamos chocados e profundamente tristes com os acontecimentos”, anunciou a empresa, por meio de um comunicado. “Nossos pensamentos e preces estão com os familiares e amigos da funcionária que perdemos e de todos os afetados”.
PARTICIPAÇÃO
Os leitores podem colaborar com o conteúdo do UL enviando notícias, fotos e vídeos
(de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, Envie sua Notícia para uniaodoslivres@hotmail.com
***DEIXE SEU COMENTÁRIO ***

Via: Veja

Nenhum comentário