21 de ago de 2014

MAIS UM CASO DE EBOLA: secretaria nega casos nas UPAs do Rio de Janeiro



Um funcionário de um aeroporto em Mianmar usa uma máscara após haver uma suspeita de ebola no país
Cíntia Cruz e Luísa Lucciola
Tamanho do texto
A A A
A Secretaria estadual de Saúde negou que tenham sido confirmados dois casos de ebola em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) noRio de Janeiro. O boato sobre a ebola no Brasil começou a circular nas redes sociais neste semana e foi enviado para o WhatsApp do EXTRA (21 99644-1263 e 21 99809-9952). A mensagem afirma que dois casos da doença teriam sido confirmados na UPA de Marechal Hermes e na de Botafogo e que os pacientes já teriam sido transferidos.
“Aviso a vocês para se cuidarem e não frequentarem lugares muito fechados, ficar perto de pessoas tossindo muito, essas coisas. Porque o ebola já está no Brasil”, alerta a mensagem. A secretaria divulgou uma nota na última segunda-feira em que reforça que o risco de entrada do vírus no país é muito baixo devido às suas características de transmissão.
O Ministério da Saúde também iniciou uma campanha em suas redes sociais para evitar a disseminação de boatos sobre o ebola. “Você vai mesmo confiar em todas as mensagens virais que recebe nas redes sociais?”, questiona a mensagem publicada pelo órgão. “Os países afetados pelo vírus estão todos situados na África Ocidental. Diferentemente de outras doenças, o ebola não é transmitido pelo ar”, assegurou. Em um blog do ministério eles publicaram diversasperguntas e respostas sobre o vírus.
Ebola
Segundo a secretaria, o ebola é causado por um vírus. Recentemente, casos da doença foram identificados em países africanos como Serra Leoa, Libéria, Guiné e Nigéria. O período de incubação pode variar de 1 a 21 dias e e ela só passa a ser transmissível depois que o paciente começar a apresentar sintomas — febre de súbito acompanhada de sinais de hemorragia. O vírus pode ser transmitido pelo contato direto com sangue ou secreções da pessoa infectada ou com superfícies ou objetos contaminados.
Um funcionário de um aeroporto em Mianmar usa uma máscara após haver uma suspeita de ebola no país Fo
fonte: http://extra.globo.com/to: Ye Aung Thu / AFP.

Dobson Lobo é CEO do site União dos Livres desde 2008, do site A Bio Defesa desde 2014e do site The Zika Virus desde 2016. 

0 comentários: