CAVALO DE TROIA: Ucrânia acusa Rússia de invasão após comboio humanitário cruzar fronteira.

Share:
“Eles passaram para dentro da Ucrânia sem permissão ou participação da Cruz Vermelha Internacional ou de guardas de fronteira (ucranianos)”, disse a jornalistas o porta-voz militar ucraniano Andriy Lysenko.
O chefe de segurança Nalivaychenko afirmou: “Consideramos isso como uma invasão direta da Rússia à Ucrânia".
Questionado se a Ucrânia utilizaria ataques aéreos contra o comboio, Nalivaychenko disse que: “Contra eles (caminhões), não."
Mas autoridades ucranianas disseram que o comboio passaria por uma área com fogo rebelde e, portanto, sua segurança não poderia ser garantida.  
A região de Luhansk tem sido um grande foco de conflito nos últimos dias entre rebeldes, os quais declararam uma república independente, e forças ucranianas. A própria cidade de Luhansk tem visto batalhas em suas ruas. 
Moscou havia expressado, anteriormente, impaciência com a demora de liberação na fronteira. 
“Todas as desculpas para atrasar a ajuda foram exauridas”, disse o ministério de Relações Exteriores da Rússia em um comunicado. “O lado russo tomou a decisão de agir."
“Nós alertamos contra quaisquer decisões de interromper esta missão puramente humanitária”, acrescentou o ministério.
O Comitê Internacional da Cruz Vermelha, ao qual tanto Moscou quanto Kiev concordaram que deve supervisionar o comboio, disse não estar escoltando o carregamento “devido à volátil situação de segurança”. 

(Reportagem adicional de Natalia Zinets, Alessandra Prentice e Richard Balmforth, em Kiev)

Nenhum comentário