Publicidade

Últimas Notícias
recent

Caio Fábio: Morte de Eduardo Campos pode ser mais útil a mudança que está para vir sobre o Brasil

Caio Fábio afirma que morte de Eduardo Campos pode ser mais útil a mudança que está para vir sobre o Brasil
Na transmissão ao vivo do programa Papo de Graça, desta Quarta-feira (13/08), Caio Fábio ao ser notificado da morte do presidenciável Eduardo Campos, afirmou que a morte de Eduardo pode se tornar o fertilizante para grandes mudanças no país. Leia o comentário na íntegra:
Pois bem minha gente, eu quero dizer 3 coisas prá concluir. Uma é dizer: Jesus, tem misericórdia da família dele, da esposa, dos filhos, dos que estavam vinculados a ele em amor; pra quem ele não era nenhum político nenhum candidato, era apenas filho, irmão, marido, pai, primo, companheiro.
Consola estes corações que não estão perdendo perdas políticas. Estes que estão perdendo perdas humanas profundas. Consola o coração deles é o que eu te peço.
Segunda coisa que eu quero dizer é que: se isso vier a acontecer como aconteceu agora, eu creio em soberania prá além do imediato. Eu creio em soberanias que prescendem acidentes.
Eu não sei o que vem por aí, mas pode ser que o Eduardo Campos seja mais útil as mudanças que o Brasil tem que receber morto do que vivo. As vezes um cenário como este muda um inconsciente coletivo de uma nação. Esperemos prá ver!
Terceira coisa que quero dizer: é que a tendência natural a essa sucessão seria a Marina. E não me admiraria se a tragédia da morte do Eduardo Campos por uma via natural, por ser ela a vice, a jogasse na condição de vice do partido do Eduardo. E justamente por causa da tragédia como adubo, ela, que já tinha simpatias anteriores somadas a tragédia do Eduardo – como fertilizante trágico da campanha – possa vir dar e criar um cenário totalmente novo de repente para essas eleições. De modo que eu olho para essa cena com um sentimento tríplice. De um lado, a dor humana pela família, por ele, como um homem e com sonhos nesta terra. Embora, eu saiba que se dissesse assim: Eduardo, quer voltar? Na hora que ele viu a bondade de Deus, na hora que ele passou pro lado de lá e ele viu o amor, ele disse: Não eu tô eleito prá essa glória, Deus me livre de voltar!
Mas, eu sei que episódios como este no inconsciente coletivo nacional, frequentemente tem o poder de gerar alterações impensáveis. Às vezes é um pão de gideão que cai na cara da nação. E a terceira: se a sequência for esta de fazer da Marina a vice natural, torna-la a candidata natural, pode ser que a morte do Eduardo seja o fertilizante. Somada as adesões anteriores de simpatias que a Marina já tinha, venha a catapultar esta eleição para um nível que antes não poderia nem sequer ser imaginado por qualquer centro de pesquisa.
Que Deus tenha misericórdia deste país. Que Deus nos ilumine e o que quer que venha, venha nos fazer o bem porque fazer o mal, a gente já está experimentando muita coisa que nos faz mal. Que Deus nos abençoe e tenha misericórdia da casa do Eduardo campos. Um beijo para todos. Bye bye, planeta terra!
Tecnologia do Blogger.